Trama
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.
Créditos
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.
Novidades
18.06
Reabertura do Fórum 2.0

00.00
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.

00.00
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
Times
Nombre apellido
Mejor héroe
Nombre apellido
Mejor Villano
Nombre apellido
PJ más activo
Administração
Companeros

Élite 0/40

[MvP] - Nero Khan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[MvP] - Nero Khan

Mensagem por Afrodite em Sab Dez 12, 2015 12:30 am





Nero X Gamaleão

Um semideus entediado andava na profunda e densa floresta. Não havia nada para fazer na cidade contracorrente. A noite caía abençoada por Nyx. A lua estava tão linda, que todas que a olhassem podiam ver o quão bonitas eram as deusas Selene e Ártemis. Nero não conseguia dormir por nada, e por isso, preferiu pegar seus equipamentos e dar uma volta na floresta.

Ele caminhava passo a passo por entre as enormes árvores. Ele estava tão profundo no ambiente verde, que não enxergava mais as estrelas, quando olhava para o alto. Ele podia ouvir diversos tipos de sons, desde rosnados, uivos, até gritos que pareciam vir de almas de heróis que vagavam pela vegetação.

A prole da guerra sabia que não estava sozinho. Ele pode sentir um cheiro super forte de algo tóxico, e isso chamou sua atenção. Um rosnado assustador entrava pelos seus ouvidos. A alguns metros a sua frente, ele pode ver um animal híbrido. Sua parte dianteira era de um felino, lince, enquanto sua parte traseira eram de águia. O animal possuía lindas e enormes armas de morcego. Sua saliva entrava em combustão quando pingava ao chão, pegando fogo de tão tóxica que era. Um Gamaleão seria a causa do assassinato do filho de Ares, ou talvez, uma vítima.



REGRAS

*Pode se usar qualquer arma que queira, mas somente UMA do seu arsenal. [EM SPOILER]
*Poderes ativos e passivos permitidos. [EM SPOILER]
*Posts com, no mínimo, 8 linhas.
*Lembre-se que NÃO É atemporal, ou seja, você só poderá postar aqui até terminar.
*Não afirme suas ações ou algo que eu não permiti, sou eu quem narro, eu decido.
*Boa sorte gatinho!

~ Nero 100/100HP 100/100MP
~ Gamaleão 100/100HP

valeu @ cács!



Life is too short to be alone in kisses, we have to fuck it.
Afrodite ♥️
avatar
Deuses Olimpianos
Mensagens :
80
US$ :
38756
Data de inscrição :
07/12/2015

Dados do Personagem
Nivel:
Experiencia :
0/0  (0/0)
Vida (HP):
100/100  (100/100)

Afrodite
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MvP] - Nero Khan

Mensagem por Nero Khan em Sab Dez 12, 2015 8:58 am

CÓDIGO:

Julgar a sua alma é tarefa dos deuses
Enviar você para eles é tarefa minha.
Já teve a sensação de que tudo o que você conhecia, tudo o que achava que conhecia, de repente se desfaz em poeira diante dos seus olhos? Nós sempre tentamos ter a ilusão de que estamos no controle de nossas vidas, de que sabemos quem somos e de onde viemos, e por isso temos plena consciência de para onde iremos e o que faremos.
Mas as coisas não são assim. Não para nós.  Não para mim.

Há dois dias eu estava com a minha mãe em Atenas, para o que prometia ser apenas uma simples viagem de férias. Mas as coisas mudaram, uma série de acontecimentos - alguns dos quais eu sei que sempre irei me arrepender - acabaram me envolvendo em um acidente de carro provocado por uma foca... Não, o nome devia ser phooka... Bem, seja o que for, tive que saltar de um táxi à quarenta quilômetros por hora para evitar a colisão com um caminhão, e acordei ontem em uma enfermaria, na cidade que minha mãe havia me contado. Disseram que havia apenas um motivo para eu ter sobrevivido ao acidente, que um humano normal jamais teria saído inteiro de lá. O motivo? Eu era filho de uma divindade grega ou romana, o que me tornava um semideus, metade homem metade deus - assim como minha mãe havia me contado. Quem dera eu tivesse acreditado nela antes.
Agora me encontro defronte a um... Hum... Um alguma coisa que parecia um experimento do doutor Franckstain. Quer saber como vim parar aqui? Eu vou contar, mas só espero que esse flash back não acabe dando tempo para o monstro me matar.

 Eu já me encontrava completamente recuperado do acidente, e para falar a verdade toda aquela monotonia na enfermaria estava me deixando louco. Então eu me dei alta e saí de lá, levando uma espada que estava ao lado da minha cama e que disseram que agora era minha. Tá, pra que eu vou precisar de uma espada, não faço idéia. Mas todos os outros ali pareciam portar algum tipo de arma branca, seja espadas, lanças, machados ou arcos. Era como se eu tivesse caído de cabeça no meio de uma dessas feiras da reincenação nerd's.
 De qualquer forma, já estava de noite quando eu saí, com o manto de estrelas esticado no céu noturno. Um garoto com pernas de bode - ok, eu já tinha visto coisa pior antes de chegar aqui - tentou me levar até a área das residências, mas eu falei que queria dar uma volta e o deixei para trás.
 Meus passos acabaram me levando até a floresta, e, contrariando o bom senso que nunca tive, adentrei ali. A noite dentro de uma floresta na Grécia podia ser fria, mas felizmente eu estava usando uma jaqueta de couro negro sobre uma camisa branca, jeans escuros e terminando o visual com um par de tênis. Eu poderia ter passado por um simples adolescente de dezesseis anos, se não fosse pela bainha com a espada presa ao cinto.
 Em alguns pontos onde a copa das árvores não eram tão juntas era possível ver o brilho da Lua e a própria, uma beleza pálida no meio daquela imensidão negra. Enquanto caminhava podia ouvir tambem todos os sons que jamais seria capaz de testemunhar em uma cidade industrial como Detroit. Pássaros, insetos, o som do vento agitando as folhas, rosnados, gravetos se quebrando...
 Não sei se foi o barulho ou o odor forte que invadiu minhas narinas, mas meu sentido de perigo apitou como uma sirene na minha cabeça e eu me virei.
 Emergindo dentre as árvores, havia uma criatura que parecia um tipo de felino... Com traseira de águia... E asas de morcego. Tá, emergindo das árvores havia um felino-águia com asas de morcego que babava um líquido fedorento capaz de fazer as folhas no chão entrarem em combustão. Isso poderia deixar a cobra gigante do táxi se envergonhar por se considerar um monstro.
 Eu achei que deveria correr ou sei lá, mas à única coisa que me veio na cabeça é que eu havia entendido o porquê da espada.

Dei um passo para trás, apenas para tomar distância.
- Cara, - comecei a falar enquanto levava a mão até o punho da espada - você é feio.
Desembanhei a espada com a mão direita e fitei o monstro, tentando pensar no que fazer em seguida.
  Qualquer pessoa no mundo com metade do cérebro que os deuses deram para um esquilo saberia que essa era a hora de sair dali o mais rápido que puder. Mas, bem, tente dizer isso para um filho de Ares - e, aliás, pelo menos agora eu sei que essa minha tendência a ações quase suicidas é culpa do meu pai.
Resolvi optar por uma posição defensiva, me movendo lentamente para esquerda, onde ficaria com uma boa posição para contra-atacar com a espada na mão direita. Caso a criatura tenta-se avançar com as garras, eu daria um largo passo para a esquerda a fim de sair da zona de perigo e tentaria golpear em semicírculo na horizontal na direção do monstro.
Mas, além das garras, o líquido que pingava da boca dele também me preocupava. Lembrava vagamente de uma criatura assim das aulas de mitologia grega na escola, e alguma coisa me dizia que ele poderia cuspir aquilo na minha direção.
Caso fizesse isso, eu também estava pronto para tentar impulsionar o meu corpo para frente e rolar, visando assim escapar do ataque, e me levantar já aplicando um corte vertical de baixo para cima mirando em sua cabeça.
 
Equipamento:
Espada bastarda – Uma espada de punho de madeira revestido de pele de cão infernal. Sua lamina é mista de dois metais, bronze celestial e ferro styx.

Habilidades:

Passivos


● Potência Inicial: Os meus filhos são um dos mais forte de todo o acampamento, perdendo apenas para os filhos de Herácles.


Ativos


N/A



Cupcake Graphics / Pancakes ♪♫
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
11
US$ :
38511
Data de inscrição :
10/12/2015
Idade :
18
Localização :
Aqui

Dados do Personagem
Nivel: 3
Experiencia :
0/300  (0/300)
Vida (HP):
120/120  (120/120)

Nero Khan
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MvP] - Nero Khan

Mensagem por Afrodite em Dom Dez 13, 2015 8:59 am





Nero X Gamaleão

Nero encontrava-se já cara a cara com seu novo oponente. Por ser um filho da guerra, optou em não sair correndo e lutar contra seu obstáculo. O monstro olhava dentro dos olhos de Khan, mostrando suas presas, que estariam prontas para rasgar a sua carne.

O Gamaleão disparou na direção da prole de Ares uma esfera de fogo tóxica. Por sorte o garoto não foi acertado, ele foi rápido e rolou para frente, esquivando. Ele tentou acertar a cabeça da criatura com sua espada, mas apenas fez um corte não muito profundo aonde seria o ombro da criatura. O monstro gritou de raiva, e usando suas asas, acertou um golpe muito forte no rapaz, fazendo-o voar e se chocar contra uma árvore. O lince-águia batia suas asas e já voava em direção à Nero, pronto para terminar o seu trabalho.




REGRAS

*Pode se usar qualquer arma que queira, mas somente UMA do seu arsenal. [EM SPOILER]
*Poderes ativos e passivos permitidos. [EM SPOILER]
*Posts com, no mínimo, 8 linhas.
*Lembre-se que NÃO É atemporal, ou seja, você só poderá postar aqui até terminar.
*Não afirme suas ações ou algo que eu não permiti, sou eu quem narro, eu decido.
*Boa sorte gatinho!
*Prazo até: 17/12/2015

~ Nero 85/100HP 100/100MP
~ Gamaleão 90/100HP

valeu @ cács!



Life is too short to be alone in kisses, we have to fuck it.
Afrodite ♥️
avatar
Deuses Olimpianos
Mensagens :
80
US$ :
38756
Data de inscrição :
07/12/2015

Dados do Personagem
Nivel:
Experiencia :
0/0  (0/0)
Vida (HP):
100/100  (100/100)

Afrodite
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MvP] - Nero Khan

Mensagem por Nero Khan em Seg Dez 14, 2015 4:43 pm

CÓDIGO:

Julgar a sua alma é tarefa dos deuses
Enviar você para eles é tarefa minha.
Eu tive sorte ou tive azar? Talvez sorte, porque eu escapei do primeiro golpe projetando o meu corpo para frente e rolando por baixo do cuspe de fogo. Todavia o meu contra-ataque não atingiu onde eu pretendia, deixando a criatura ainda viva e em boa posição para me atacar, o que, aliás, ela fez.
Sorte ou azar? Na verdade, não importa. O que importa é que eu acho que quebrei algumas costelas.

 O conceito de sorte para mim sempre foi muito abstrato. Ou você acredita em sorte, ou acredita em destino, porém ambos deixam a idéia de que você é refém de alguma força maior que controla tudo. Por isso nunca perco tempo imaginando o que me fez acertar ou errar, porque para mim a resposta é simples: Eu.
 Se alguma coisa sai errada, foi porque eu não a executei direito ou não me preparei o bastante, então a culpa é minha. Se começar a pensar que existe alguém controlando o destino, sempre irei culpar ele, nunca me importando em melhorar.

 Voltando ao que importa, o golpe com as asas do monstro me lançou direto contra uma árvore, e a dor do impacto teria me feito gritar, não fosse o fato de eu ter mordido a língua. Tentando ignorar a dor, olhei para cima e vi que a criatura já avançava na minha direção, batendo as suas asas em um vôo baixo.
Um segundo, era esse o espaço de tempo que eu tinha antes das garras do felino-águia-com-asas-de-morcego-e-que-cuspe-fogo me partirem em dois. O que eu poderia dizer sobre esse momento? Que eu fiquei desesperado e paralisado de pânico? Ou que o ínterim era muito curto para eu ter conseguido realizar uma defesa?
Não. Estranhamente, não. Eu não vi o monstro como uma criatura aterrorizante, nem importou o fato de ele estar quase em cima de mim. A verdade foi que eu o vi vindo quase que em câmera lenta, e meu coração estava tão acelerado que o medo nem era mais capaz de grudar nele.
 Instinto de batalha, deficit de atenção, ou simplesmente adrenalina, eu não sei o que foi, mas meu corpo reagiu quase instintivamente, por impulso. Dobrei a coluna para frente, ainda abaixado, e no último instante me impulsionei na direção da criatura, porém um pouco para a direita, tentando mais uma vez rolar para longe do alcance dele. A intenção era, basicamente, que se o movimento funciona-se o monstro se chocaria contra a árvore ficando consequentemente atordoado. Uma vez ele estando assim, eu imediatamente me levantaria e giraria a espada em minha mão para que a ponta fica-se voltada para o chão, então giraria o meu corpo para a direção do monstro com asas de morcego e, com uma mão apertando firme o punho da espada e a palma da outra precisando o pomo, tentaria aplicar uma estocada direta contra o franco da criatura, logo atrás das asas.
 Funcionando ou não, eu logo então me afastaria alguns passos e ficaria em posição para me defender ou desviar de um contra-ataque.

Equipamento:
Espada bastarda – Uma espada de punho de madeira revestido de pele de cão infernal. Sua lamina é mista de dois metais, bronze celestial e ferro styx.

Habilidades:

Passivos


● Potência Inicial: Os meus filhos são um dos mais forte de todo o acampamento, perdendo apenas para os filhos de Herácles.


Ativos


N/A



Cupcake Graphics / Pancakes ♪♫
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
11
US$ :
38511
Data de inscrição :
10/12/2015
Idade :
18
Localização :
Aqui

Dados do Personagem
Nivel: 3
Experiencia :
0/300  (0/300)
Vida (HP):
120/120  (120/120)

Nero Khan
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MvP] - Nero Khan

Mensagem por Afrodite em Ter Dez 15, 2015 4:20 pm





Nero X Gamaleão

O Gamaleão voou em direção ao semideus da guerra. O desespero podia tomar conta do rapaz, mas sendo um filho de Ares, ela saberia como lutar perfeitamente contra seus oponentes, mesmo que não ganhasse. O monstro estava bem próximo, mas Nero foi rápido o suficiente para rolar e fazer com que a fera atingisse a árvore.

A criatura ficou atordoada. A porrada foi tão forte que fez com que a árvore se partisse e caísse para trás. Khan foi rápido, e atacando seu oponente, conseguiu acertar um golpe em sua costela. Não foi lá aonde o filho de Ares havia mirado, mas pelo menos o acertou. O Gamaleão ficou furioso, e mostrou que tinha mais poderes do que o rapaz poderia imaginar. Ele deu um uivo muito alto, foi tão poderoso que fez Nero voar longe mais uma vez, rolando pelo chão da floresta. Além disso, sangue escorria de sua boca, nariz, e até mesmo de seus olhos. O golpe sonoro lhe fazia danos internos.  



REGRAS

*Pode se usar qualquer arma que queira, mas somente UMA do seu arsenal. [EM SPOILER]
*Poderes ativos e passivos permitidos. [EM SPOILER]
*Posts com, no mínimo, 8 linhas.
*Lembre-se que NÃO É atemporal, ou seja, você só poderá postar aqui até terminar.
*Não afirme suas ações ou algo que eu não permiti, sou eu quem narro, eu decido.
*Boa sorte gatinho!
*Prazo até: 19/12/2015

~ Nero 65/100HP 100/100MP
~ Gamaleão 70/100HP

valeu @ cács!



Life is too short to be alone in kisses, we have to fuck it.
Afrodite ♥️
avatar
Deuses Olimpianos
Mensagens :
80
US$ :
38756
Data de inscrição :
07/12/2015

Dados do Personagem
Nivel:
Experiencia :
0/0  (0/0)
Vida (HP):
100/100  (100/100)

Afrodite
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MvP] - Nero Khan

Mensagem por Nero Khan em Sex Dez 18, 2015 7:00 pm

CÓDIGO:

Julgar a sua alma é tarefa dos deuses
Enviar você para eles é tarefa minha.
Em um mundo onde existem criaturas híbridas entre linces, águias e morcegos, talvez não seja tão surpreendente que tais sobrevivam quase ilesas a uma estocada que enfiou quase sessenta centímetros de metal em suas costelas.
 Eu senti quando a lâmina penetrou na criatura, perfurando couro, cartilagem e carne, para enfim encontrar resistência em algum osso maior. Eu pretendia puxar a espada e tomar distância para um novo golpe, mas então a criatura revelou uma habilidade que não havia sido registrada nos livros de mitologia da escola.
O felino-águia ergueu a cabeça e emitiu um grito agudo em um volume extremamente alto, sobrecarregando as moléculas do ar e arremessando para longe tudo em volta, incluindo eu.

Quando dei por mim estava caído no chão, um zumbido em meus ouvidos me impedia de escutar qualquer outra coisa, e minha cabeça parecia que iria rachar ao meio.
 Tentei focar a minha visão no monstro, porém ele não parecia estar vindo na minha direção. Quando tentei me levantar senti um gosto metálico na boca que associei a sangue, então percebi que o mesmo líquido vermelho estava escorrendo pelo meus nariz, ouvidos e...
- Oh, merda... - Disse ao tocar a bochecha e sentir o sangue descendo pelos olhos.
 Cuspi um pouco de sangue no chão e me apoiei em um joelho para levantar, mas não consegui ir muito além disso, já que a dor na cabeça estava desestabilizando meus outros sentidos e o sangue nos olhos atrapalhava um pouco a visão.
Todavia, notei, eu ainda estava com a espada na mão direita. Não me pergunte como, mas minha mão havia simplesmente se recusado a largá-la mesmo durante o ataque sonoro. Mas o que eu podia fazer com ela? Ataques diretos e aparentemente fatais já haviam se provado ineficazes, dando apenas oportunidades para a criatura contra-atacar com força máxima. Então o que fazer?
O braço da espada desceu, a ponta encostou no chão, e eu fechei os olhos.

Ainda apoiado sobre um joelho, eu aguardei. O monstro estava com fome, isso era bem claro, pois caso contrário não teria atacado um semideus tão próximo à cidade. Nos predadores, a fome é um instinto cego, e quando alcança seu clímax força o indivíduo a atacar e se alimentar de qualquer presa que ver pela frente, ignorando tanto o perigo quanto a dor. O monstro, seja lá o que for, era logicamente um tipo de predador desse novo mundo em que eu havia me enfiado, e como tal buscava se alimentar, agora mais do que nunca para poder se curar. Dessa forma, ao me ver no chão sem apresentar defesa, o instinto dele faria com que me ataca-se afim de obter sua refeição.
 Então eu aguardei. Aguardei até que ele avançasse, sem fazer nenhum movimento mas prestando atenção nos outros sentidos que não haviam sido destruídos, como na audição que voltava aos poucos, mas em principal na oscilação do chão e do ar.
Onze em cada doze deuses não recomendavam uma estratégia com tantas chances de dar fatalmente errada como essa, mas era só de um deus que eu precisava agora. E era justamente aquele que me ignorou por dezesseis anos.
Se estiver em algum lugar aí, pai, pensei de cabeça baixa. Tente ser útil ao menos uma vez na vida.
 Então, com ou sem a ajuda de Ares, eu inclinaria o corpo para frente no momento em que o monstro estivesse prestes a saltar sobre mim e ergueria a ponta da espada com toda a força que tinha nos músculos e usando as duas mãos, na tentativa de perfurar o pescoço dele segundos antes de ele conseguir me matar.




Equipamento:
Espada bastarda – Uma espada de punho de madeira revestido de pele de cão infernal. Sua lamina é mista de dois metais, bronze celestial e ferro styx.

Habilidades:

Passivos


● Potência Inicial: Os meus filhos são um dos mais forte de todo o acampamento, perdendo apenas para os filhos de Herácles.


Ativos


Golpe Fulminante Inicial: Filhos de Ares se concentram em executar um golpe rápido e violento, que o torna mais forte e ágil momentaneamente. Dura apenas o momento do golpe



Cupcake Graphics / Pancakes ♪♫
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
11
US$ :
38511
Data de inscrição :
10/12/2015
Idade :
18
Localização :
Aqui

Dados do Personagem
Nivel: 3
Experiencia :
0/300  (0/300)
Vida (HP):
120/120  (120/120)

Nero Khan
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MvP] - Nero Khan

Mensagem por Afrodite em Dom Dez 20, 2015 10:42 am





Nero X Gamaleão

A luta do filho de Ares contra o Gamaleão estava cada vez mais emocionante. O animal era perigoso, mas filhos do deus da guerra também costumavam ser, e ele não iria desistir tão fácil de uma batalha. O felino corria em uma velocidade incrível em direção à Nero.

Khan manteve a calma, e agachado, fez uma pequena prece ao seu pai. Ele pôde sentir seus músculos se fortalecendo, uma força e aura maior tomando conta do seu corpo. Talvez fosse ajuda de Ares, mas somente ele poderia saber.

O Gamaleão estava próximo, e quando foi atacar o meio sangue, ele se inclinou para frente na tentativa de furar o seu oponente. Fez um furo não muito profundo na barriga do monstro. O lince-águia bateu suas asas no momento exato, antes que a espada perfurasse todo o seu corpo. Além disso, a fera com suas patas conseguiu fazer um enorme corte com suas garras no peito o meio sangue. O animal estava bastante ferido, e sangue escorria entre seus dentes, misturado com sua saliva tóxica.  
 



REGRAS

*Pode se usar qualquer arma que queira, mas somente UMA do seu arsenal. [EM SPOILER]
*Poderes ativos e passivos permitidos. [EM SPOILER]
*Posts com, no mínimo, 8 linhas.
*Lembre-se que NÃO É atemporal, ou seja, você só poderá postar aqui até terminar.
*Não afirme suas ações ou algo que eu não permiti, sou eu quem narro, eu decido.
*Boa sorte gatinho!
*Prazo até: 24/12/2015

~ Nero 50/100HP 90/100MP
~ Gamaleão 30/100HP

valeu @ cács!



Life is too short to be alone in kisses, we have to fuck it.
Afrodite ♥️
avatar
Deuses Olimpianos
Mensagens :
80
US$ :
38756
Data de inscrição :
07/12/2015

Dados do Personagem
Nivel:
Experiencia :
0/0  (0/0)
Vida (HP):
100/100  (100/100)

Afrodite
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MvP] - Nero Khan

Mensagem por Nero Khan em Seg Dez 21, 2015 7:38 pm

CÓDIGO:

Julgar a sua alma é tarefa dos deuses
Enviar você para eles é tarefa minha.
A criatura não me decepcionou quanto ao que eu esperava que ela fizesse, e rapidamente avançou para finalizar a sua presa - que, no caso, era eu.
Eu tinha plena consciência dos perigos de ficar ali parado, apenas esperando o monstro arrancar a minha cabeça, mas também não estava com medo. Isso pode parecer estranho, mas a possibilidade de ser morto em combate parecia assustadoramente exitante. Era mais como uma prazer mórbido, como se morrer lutando fosse um sonho antigo do qual eu não me lembrava antes, mas que agora voltava, refazendo lentamente o seu caminho pelo subconsciente.
Todavia, é claro, isso não se enquadrava em me deixar ser assassinado.

 Mesmo de olhos fechados eu podia quase sentir o monstro se aproximando, e, quando ele saltou, eu me inclinei para frente e ergui a espada com ambas as mãos, perfurando não o pescoço, mas a barriga da criatura. E nesse momento, aliás, eu senti uma energia diferente percorrendo meu corpo, como algum tipo de força sobrenatural que despertava e ampliava a minha força.
Ele porém foi rápido o suficiente para tentar levantar vôo quase no mesmo instante, escapando assim de ser transpassado pela lâmina.
 A parte ruim no entanto foi quando eu senti as garras do felino-águia rasgando o meu peito.
 Por algum milagre eu consegui não cair, apenas cambaleando para trás e tentando manter o equilíbrio, mas de qualquer forma o golpe havia me feito soltar uma exclamação de dor e algumas palavras não muito educadas para a criatura.
 Olhei para baixo e vi o rasgo ensanguentado em minha camisa, manchando o tecido branco com um tom vermelho bem escuro.
- Isso doeu! - Gritei para o monstro que não estava em situação melhor - Mas isso vai doer mais.
E então voltei a me lançar sobre ele.

Dessa vez eu não estava planejando nada, e nem medindo consequências como das outras vezes. Não, minha raiva já havia atingido o ápice, e agora as coisas se resumiam em matar ou morrer. Para falar a verdade era assim que eu costumava agir antes de aprender a controlar minha raiva - como um javali descontrolado -, mas o meu controle nunca havia sido muito bom, e facilmente se quebrava. Portanto eu nem fiz esforço para me segurar, e deixei o instinto agir.
Eu podia sentir o cheiro horrível daquele líquido que pingava da boca dele, agora ainda pior por se misturar com o sangue. Talvez tenha sido isso que me lembrou da possibilidade de ele tentar me parar lançando isso contra mim, e então eu estaria pronto para tentar arremessar meu corpo um pouco para a esquerda e rolar para longe da linha de fogo, porém sem me afastar muito do curso, e por isso parando ao lado dele. E, se isso funcionasse, eu me ergueria já aplicando um golpe vertical mirando na asa dele.
 Mas se esse não fosse o caso e ele tentasse me atacar com as garras novamente eu simplesmente tentaria uma esquiva também para a esquerda, girando o corpo uma vez nessa direção e mirando um golpe em sua asa da mesma forma.



Equipamento:
Espada bastarda – Uma espada de punho de madeira revestido de pele de cão infernal. Sua lamina é mista de dois metais, bronze celestial e ferro styx.

Habilidades:

Passivos


● Potência Inicial: Os meus filhos são um dos mais forte de todo o acampamento, perdendo apenas para os filhos de Herácles.


Ativos


N/A



Cupcake Graphics / Pancakes ♪♫
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
11
US$ :
38511
Data de inscrição :
10/12/2015
Idade :
18
Localização :
Aqui

Dados do Personagem
Nivel: 3
Experiencia :
0/300  (0/300)
Vida (HP):
120/120  (120/120)

Nero Khan
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MvP] - Nero Khan

Mensagem por Afrodite em Sab Jan 16, 2016 12:46 pm

MvP FINALIZADA.
Recompensas: +300XP +150D$ +Espada Toxioflamejante [Uma espada de 80 centímetros. De acordo com a escolha do dono, ela pode se tornar altamente tóxica, ou queimar em chamas de fogo infernal.]


Life is too short to be alone in kisses, we have to fuck it.
Afrodite ♥️
avatar
Deuses Olimpianos
Mensagens :
80
US$ :
38756
Data de inscrição :
07/12/2015

Dados do Personagem
Nivel:
Experiencia :
0/0  (0/0)
Vida (HP):
100/100  (100/100)

Afrodite
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MvP] - Nero Khan

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum