Trama
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.
Créditos
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.
Novidades
18.06
Reabertura do Fórum 2.0

00.00
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.

00.00
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
Times
Nombre apellido
Mejor héroe
Nombre apellido
Mejor Villano
Nombre apellido
PJ más activo
Administração
Companeros

Élite 0/40

The Three Roses - Missão OP - Cecilia Salvatore

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

The Three Roses - Missão OP - Cecilia Salvatore

Mensagem por Perséfone em Sab Jan 09, 2016 10:07 pm


The Three Roses


“A morte é o bem mais precioso de um ser.”

Naquela tarde, Cecília fora contatada a partir de uma carta aparentemente comum. O envelope que a envolvia era de uma tonalidade negra e, em seu centro havia uma rosa arroxeada, sendo o adesivo para manter o que havia ali em segredo. Enviada pela rainha do Submundo, a carta tinha um significado, não tratava-se apenas de informações, mas sim de uma passagem, tal qual levaria a herdeira de Thanatos a uma das mais épicas aventuras de sua vida.

Assim que o envelope fora aberto, uma névoa de tonalidades arroxeadas e negras envolveram o corpo da semideusa, enquanto em seus ouvidos o doce timbre da deusa das estações era ecoado, dizendo-lhe para onde deveria seguir e o que deveria fazer. Tratava-se de um resgate, um resgate que seria dividido entre três partes e três lugares diferentes: O Submundo, a Terra e o Olimpo.

Primeiramente, a menina seria teletransportada para a antiga e magnífica Nova Orleans, berçário do jazz e de mistérios que jamais puderam ser desvendados. Ali, Cecilia teria de encontrar a primeira rosa de Perséfone, a qual era formada por pétalas púrpuras e negras divididas igualmente, assim como os espinhos prateados em seu caule. O paradeiro da rosa consistia em um dos túmulos do Cemitério St. Louis, mais especificadamente localizada no túmulo de Freya Deveraux, uma mulher morta por acusações de bruxaria.

No entanto, os túmulos não estariam intactos em apenas um lugar, sendo assim, eles estariam em constante mudança, trocando de lugar como paredes de um jogo ou um labirinto. Ali, Cacilia encontraria alguém que a ajudaria, talvez uma alma levada por seu pai, ou, quem sabe, alguma criatura sem explicação lógica para ser descrita.

Após a recuperação da rosa, a herdeira de Thanatos teria de abrir novamente o envelope, sendo teletransportada, agora, para o Olimpo, onde pararia nos jardins de Deméter, os quais consistiam em labirintos repletos de flores de todos os tipos e cores. Ali, no centro de todo aquele palco vegetal estaria a rosa de Perséfone, envolvida por um recipiente de vidro e apoiada sobre uma mesinha, como no conto da Bela e a Fera. Todavia, achar a rosa poderia ser uma tarefa fácil, mas pegá-la seria complicado, afinal, armadilhas da natureza estariam ali para isso, podendo surgir desde espinhos do chão até raízes que estariam ali para impedi-la de continuar.

Por fim, ao pegar as duas rosas, Cecilia seria novamente enviada pela névoa colorida, levando-a até o palácio de Hades, em específico, até o quarto do deus, onde eles escondia a última rosa, que ao se juntar com as outras daria a Perséfone a chance de visitar sua mãe, já que o deus do Submundo não estava querendo cumprir com seus acordos feitos para com Deméter.

A rosa estava nas mãos de Hades, que, deitado sobre sua cama encarava Cecilia, cogitando matá-la caso ousasse rouba-lhe a flor. Contudo, tudo valeria naquele momento, a liberdade de Perséfone estava nas mãos da filha de Thanatos.

Observações:
- Você tem até o dia 28 de janeiro para postar;
- Post de no mínimo 3000 palavras;
- Use a sua imaginação e me surpreenda, você poderá criar interações e até mesmo NPCs;
- Ao se encontrar com Hades utilize mais do que habilidades de semideuses, seja criativa e lembre-se de que ele é um homem;
- Seja detalhista ao ponto de me fazer imaginar toda a cena descrita;
- Vá além do que lhe foi dito, narre seus sentimentos e o que estava fazendo ao receber a carta, inclusive suas reações aos acontecimentos;
- Você pode se aprofundar com curiosidades ao tentar roubar o túmulo e até mesmo o jardim de Deméter;
- Você tem direito a duas armas, uma de defesa e uma de ataque;
- Armas e poderes em spoiler abaixo do post;
- Boa sorte, querida!




YOU'RE MY FAVORITE KIND OF NIGHT, SO YOU DON'T PAY IT.

avatar
Deuses Menores
Mensagens :
147
US$ :
42621
Data de inscrição :
27/07/2015
Localização :
Vagando por aí.

Dados do Personagem
Nivel: Infinito. q
Experiencia :
100/100  (100/100)
Vida (HP):
100/100  (100/100)

Perséfone
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum